1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Quem Faz

RICARDO BRANDT é jornalista e tirou um sabático da redação em agosto de 2011, quando Beatriz e Helena nasceram, para cuidar das pequenas e trabalhar em casa. Um ano depois criou o blog para contar como era criar dois bebês de uma vez e gerenciar a casa, enquanto mamãe foi para o trabalho. De volta ao trabalho, ele conseguiu montar um escritório em casa, onde retomou a vida profissional, sem deixar de participar da criação das filhas.
sexta-feira 01/08/14 15:59

Muito a aprender com filhos gêmeos

Nós nos amamos

O mundo não está adaptado para gêmeos. Fora o carrinho de bebê, quase nada é feito para quem tem mais de um filho de uma vez. Banheira para gêmeos, cadeirão de gêmeos, berço de gêmeos, bebê conforto de gêmeos, velotrol de gêmeos, nada disso a Beatriz e a Helena, nem o papai e a mamãe encontram nas lojas

Ler post
sexta-feira 25/07/14 21:42

O beabá das gêmeas e a dança de letrinhas

helena primeiro desenho

O papai não tem mais 35 anos, como quando começou o blog. As gêmeas não tinham o primeiro ano completo de vida e tudo desabava em novidades, uma avalanche de descobertas rolando sobre cada grão do meu limitado saber. Quando se está “grávido”, te contam apenas a parte boa da paternidade. Só agora entendo que é a experiência de

Ler post
sábado 22/03/14 19:26

O mundo fantástico de García Márquez das gêmeas

Gêmeas refletidas

No universo particular e fantástico que as gêmeas criam e recriam todos os dias, ora elas são irmãs, ora o papai e a mamãe, ora outro nenê qualquer ou um personagem das tantas histórias que habitam nossa casa. A Beatriz e a Helena têm 2 anos e meio, muito pouco juízo e uma imaginação sem

Ler post
terça-feira 18/02/14 12:11

Do acalanto na barriga à baleia indecifrável das gêmeas

Bia e Helena em poços

As gêmeas ouvem o papai cantar para elas desde a barriga da mamãe. Antes disso, eu só cantava para mim, no recanto da minha solidão, distração da alma, para extravasar uma alegria qualquer e também para lamentar a dor. Quase sempre escondido, castigando apenas os próprios ouvidos. Com a Beatriz e a Helena vieram o

Ler post
quarta-feira 12/02/14 00:30

Adaptações, readaptações e o santo sono da escola

Volta às aulas

Eram 20h30 da segunda-feira, primeiro dia da volta às aulas, quando as gêmeas capotaram deliciosamente no sofá depois do tetê – nem morfeu acompanhou. A Beatriz e a Helena voltaram para a escola. Foi a primeira férias de verão das aulas com direito a praia, montanha e muita folia em casa. Tem gente que diz que

Ler post
sábado 08/02/14 20:26

A birra da mesa ao lado é uma gelada

Beijo no restaurante

Você está no restaurante e na mesa ao lado uma criança dispara a berrar descontrolada, chora e os pais, em vão, tentam acalmá-la. Se isso já te aconteceu e na hora formulou críticas silenciosas à incapacidade dos dois, da mesa ali ao lado, lembre-se que um dia você pode estar na mesma situação. Não tenha dúvidas

Ler post
segunda-feira 03/02/14 21:56

Calor de rachar mamona e os frescos finais de tarde

Bia e Helena na piscina

Tem feito um calor de rachar mamona. Quando decidi largar a vida corrida em São Paulo para trabalhar em casa e acompanhar o crescimento das gêmeas, a casa ainda não existia. Era apenas parte dos planos. Nos sonhos, ela vinha com churrasqueira, quintal com jardim, muita folia e a piscina. As gêmeas nasceram e a

Ler post