1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

Nascido em Araras (SP), o jornalista RICARDO CHAPOLA escreve crônicas desde 2008. Gosta de se apresentar como jornalista e cronista, não necessariamente nessa ordem.
quinta-feira 18/12/14 00:40

A/C Papai Noel

natal

natal  

Ilustração: Felipe Blanco

Querido Papai Noel, Beleza? Faz um tempo que a gente não se fala. Devem ter sido uns 20 Natais pelas minhas contas. Não mudei muito e suponho que o senhor também não. Talvez tenha ganhado uns quilinhos tanto quanto eu, mas relaxa: quando eu deixei de acreditar no senhor ganhei um Total Shape do meu pai que resolveu minha vida em questão de uma, duas semanas. O ...

Ler post
quinta-feira 11/12/14 01:00

O estupro de Bolsonaro

deputado

deputado

Ilustração: Felipe Blanco

Na terça-feira, discursando sobre a tribuna na Câmara, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) disse em alto e bom som que não estupraria a colega Maria do Rosário (PT-RS) "porque ela não merecia". Se ela merecesse, quem sabe. "Estupra, mas não mata", sugeriria outra vez Paulo Maluf - coincidentemente também filiado ao PP. O estupro, ao contrário do que deveria ser o voto, nunca disse respeito ...

Ler post
quinta-feira 04/12/14 06:00

As vadias são felizes

Uma norma em vigor dentro de um shopping do Rio de Janeiro proíbe que pessoas vadiem nas dependências do estabelecimento comercial. Vadias, para os proprietários, são todas as pessoas que vão ao shopping sem um motivo específico. Desde que a lei passou a valer, descobriram que a mãe do prefeito era vadia. Estava na pura vadiagem pelo shopping a espera da sessão do cinema, chupando um sorvete do McDonalds.  

Paulistas que forem ao Rio, um conselho: lá são dois beijinhos. Um ...

Ler post
quinta-feira 27/11/14 06:00

(Des) conectados

Macaquinhos

Macaquinhos

 Ilustração: Felipe Blanco

Uma gostosa passou pelada na calçada sem ser percebida. As pessoas só ficaram sabendo um dia depois, quando viram a notícia pelo celular. Os héteros solteiros – e alguns casados – lamentaram ter perdido a cena. Estavam jogando Candy Crush na hora H.

 

O amor tomou o ônibus, mas sequer foi notado. A moça estava tagarelando com a amiga pelo Whatsapp, enquanto o rapaz coçava a tela do iPhone à procura da música “Where is the love”, do Black Eyed Peas. Mal se olharam durante o percurso. Ela desceu no primeiro ponto, ele, no próximo. Os dois nunca mais se encontraram. O amor morreu no terminal.

________________________________

+ Curta a página de Crônicas de Ricardo Chapola no Facebook
+ Siga-me no Twitter
+ Leia outros textos do blog

_________________________________

Os jornais noticiaram esta semana que o número de pessoas com problemas de coluna aumentou por causa do uso excessivo de celular. Bem feito. Torcicolo só se for por justa causa: travesseiro novo. Qualquer outra resulta em condutas médicas mais severas: o corte do Facebook no celular, ou a morte. Não queria dizer, mas as reportagens omitiram a lista de mortos, todos vítimas corcundas da resistência.

 

A outra merda do celular é que ele faz a gente pisar na merda. Pisar na merda é uma merda, ainda mais quando você sabe que estava olhando justamente para o chão ao pisar nela. Shakespeare diria que há mais coisas entre o chão e a merda do que pode imaginar nossa vã filosofia. Ele morreu sem dizer quais são, mas suponho que uma delas seja o celular.

 

Evite olhar muito para baixo, a vida não acontece ali. Para baixo está o chão e, no chão, só dá merda. A vida acontece à frente, pros lados, e por que não dizer, até para trás. Nunca antes na história deste País o brasileiro esteve tão conectado na internet. Nunca antes na história desse País o brasileiro esteve tão desconectado da realidade.

 

Precisamos urgentemente erguer a cabeça, ou, na melhor das hipóteses, vamos viver com os pés sujos. Nem precisa dizer de quê.

_______________________________

_________________________________
Ler post
quinta-feira 20/11/14 22:25

Óculos e curtição

unnamed

unnamed

Ilustração: Felipe Blanco

Economistas moderninhos suspeitam que os jovens passaram a comprar mais óculos escuros depois da criação do Instagram, em 2010. De lá para cá, a timeline dos membros da comunidade científica viveu infestada de selfies de periguetes de Ray-Ban mandando beijinho.   Outra parte dos estudiosos acha, pra variar, que é reflexo do aquecimento global: uma maior incidência de raios ultravioleta seria capaz de elevar os níveis do ...

Ler post
quarta-feira 12/11/14 15:49

Banheiro masculino

unnamed

Ilustração: Felipe Blanco

  Um cidadão entra louco de vontade de mijar no banheiro da firma. Sem nenhuma cerimônia, escolhe o mictório do meio, deixando dois vagos em cada um de seus lados. Outro cidadão chega logo atrás, também muito apertado, já desabotoando as calças. Decide pelo urinol vizinho ao do primeiro rapaz. Ambos terminam suas necessidades sorrindo – não se sabe se de alívio, ou se pela piada que um ...

Ler post
quinta-feira 30/10/14 09:17

A eleição e a paz

maos

Participei de alguns atos das chamadas Jornadas de Junho no ano passado, protestando pelo mesmo que os coxinhas, os croquetes, os risoles e as bolinhas de queijo. Vi amigos petistas dando as mãos a amigos tucanos, todos cansados de tudo aquilo que estava aí. Aqui, naquela época, tínhamos Alckmin, como agora, e Dilma, como agora.  

Ilustração: Felipe Blanco

Pouca coisa mudou desde a última vez que o ...

Ler post
quinta-feira 23/10/14 08:45

Água santa

chuva2 (1)

Ilustração: Felipe Blanco

São Pedro e São Paulo num boteco, lavando roupa suja:   - Desembucha, Paulão: o que tá pegando? Nem me venha com história sobre chuva que disso eu também estou por aqui.   - Pois é, Pedro. No começo era só um trololó qualquer, mas agora o problema tá lá, dentro de casa, acometendo toda torneira que vê pela frente. Sabe há quanto tempo que meu pessoal não consegue ...

Ler post
quinta-feira 16/10/14 08:15

Academia

ilustra

Amanhã de manhã, vou pedir um café pra nós dois e depois, eu juro, palavra de escoteiro, vou para a academia. O despertador está para às 6h, exatamente o horário que me lembro que dormir é bom e, poxa, o dia vai ser barra, melhor deixar a malhação pra amanhã. Isso, melhor. Fecho os olhos pegando carona logo no primeiro carneirinho que passar antes da cerca.  

Ilustração: Felipe ...

Ler post