1. Usuário
Assine o Estadão
assine

segunda-feira 04/01/16 15:34

Recomeços

Começo de ano é realmente uma delícia. Por mais que a passagem seja praticamente psicológica, afinal de contas poucas coisas mudam do dia 31 para o dia 1º, existe algum sentimento coletivo de renovação que é ­–pelo menos para algumas pessoas — contagioso. Não se trata só das ondinhas, 12 uvas, velas, Iemanjá e simpatias

Ler post
segunda-feira 07/12/15 19:20

A fragilidade dos vínculos

É dezembro e, de repente, chega aquele momento “balanço do ano”. Eu sei, ainda não passaram as festas, existem 300 amigos secretos com pessoas estranhas e chatas e alguns dias até a esperada e desejada pausa – quando a reflexão realmente chega. Mesmo assim, parece ser inevitável  pensar na fragilidade dos vínculos nesse fim de

Ler post
segunda-feira 30/11/15 18:14

Fora da “panela”

Está tudo nas manchetes do Facebook. Intolerância, polarização, etc etc. Então vamos falar sobre sobre os “embalos virtuais”? Eis o que penso dos movimentos de massa: são perigosos. Recomendo a leitura da matéria da Piauí, em que pessoas comuns tiveram suas vidas destruídas após um tuíte sem pensar. Não acho que isso cabe para qualquer

Ler post
segunda-feira 09/11/15 15:26

O machismo das mulheres

Todo respeito às bravas mulheres e amigas que estão aí na militância feminista nessa semana.  Eu mesma cedi o espaço do blog a outra mulher,  Manoela Gonçalves, para dar seu testemunho.  No entanto, amigas, de tudo que li sobre esse assunto  —  suas concordâncias e divergências — cheguei à conclusão de que há muito mais

Ler post
quarta-feira 04/11/15 18:37

#AgoraÉQueSãoElas: outra voz feminina

Na semana do #AgoraÉqueSãoelas esse blog será ocupado por outra mulher. A ideia é que possamos democratizar as vozes femininas e entender que é fundamental que escutemos cada vez mais umas as outras. O machismo não está apenas nos homens, mas também nas mulheres e é nossa responsabilidade romper com isso. Por isso, o espaço

Ler post
segunda-feira 14/09/15 18:56

Salva pela culinária

São dias e dias olhando o computador, consumindo ­– de forma fragmentada — as notícias, assistindo às viagens maravilhosas dos outros no Instagram e os amigos brigando por política no Facebook. O WhatsApp bomba com piadas e fotos dessa coisa enorme chamada realidade. Então, chegar em casa e descascar tomates, fazer uma sopa diferente ou

Ler post