1. Usuário
Assine o Estadão
assine

sexta-feira 20/11/15 15:58

Pedir panela de presente significa perder a dignidade?

Pedir panela de presente de Natal significa perder o amor próprio? Ontem descobri que o que eu mais quero ganhar neste final de ano é um novo jogo de panelas, mas fiquei com medo de pedir esse presente e, ao mesmo tempo, perder a dignidade… Resolvi me aconselhar com as minhas amigas pelo grupo de

Ler post
quinta-feira 09/04/15 11:18

Você é capaz de transformar seu sonho em realidade

Escrevi um livro, que depois transformamos em peça de teatro, no qual duas personagens, de 18 e 31 anos, enfrentavam uma gravidez inesperada. As duas atrizes que atuaram no espetáculo – e que não tinham filhos – ficaram realmente grávidas durante a temporada! Há um tempo escrevi um texto sobre as minhas dificuldades com o

Ler post
quinta-feira 19/03/15 15:02

Toda criança deveria conhecer a culpa (para aprender a crescer sem ela).

A culpa devia ser apresentada às crianças desde cedo. Na verdade, ela se apresenta, sim, mas não nua e crua, como deveria ser. Vem disfarçada de frases dramáticas ou curtas, simples ou complexas, que a criança toma ao pé da letra e carrega como um peso por toda sua vida adulta e, assim, sem saber

Ler post
quinta-feira 12/03/15 10:01

Mercado da carência está em alta

Em tempos de crise sempre surgem novas oportunidades. O mercado para novas tecnologias, por exemplo, está em alta. Mas dele, todo mundo já fala. Há um outro mercado em curva de ascensão: o mercado da carência. O mundo munda, mais que nunca, numa velocidade espantosa. O que antes era verdade estabelecida por anos, agora não

Ler post
segunda-feira 09/03/15 10:22

Segunda-feira, milionésima chance

Adoro as segundas-feiras. Os dias primeiros. O começo do ano. Do mês. Gosto de todas as chances de recomeçar, fazer algo novo, diferente. Corrigir o rumo, o eixo, a direção. Aparar arestas. Criar novas. Respirar fundo, sorrir, chorar, sentar no chão – e levantar. Seja bem vinda segunda-feira, milionésima chance de recomeço. Há quem não

Ler post
domingo 08/03/15 11:23

Sobre torradas e mulheres. Ou: Eu quero marcas na minha mão.

O objetivo era prático: aproveitar o pão velho e arrumar uma função pra essa manhã de domingo com meu filho pequeno enquanto o restante da família ainda dormia. Liguei o rádio, porque ele gosta de música, e preparei o território. Faca, tábua, manteiga,  pão e paciência. Fatiei o mais fino que consegui e passei a

Ler post