1. Usuário
Assine o Estadão
assine


As informações e opiniões expressas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A Copa do Mundo sob o Ponto de Vista do Casal

Lusa Silvestre

13 junho 2014 | 14:57

Um casal na frente da TV. E começa o jogo do Brasil.

Entram os times.
– O outro time não vai pôr uniforme?
– O uniforme da Croácia é assim mesmo, Giovanna.
– E pode ?
– Pode, ué. O que a Fifa pode falar ?
– Que quadriculado é difícil. Fica melhor quando é saia.
Começa o jogo. Primeiros toques na bola.
– Quem é este ?
– Este é o Luiz Gustavo.
– É bom ?
– Ótimo. Senão não estaria na copa.
– Ele usa bigode. Que gozado.
Corre aqui, corre acolá, gol contra.
– Ah, não acredito. Tadinho do Maurício.
– Marcelo. O nome do lateral é Marcelo.
– E agora, Brasil ?
– Agora vamos ter que virar. Como Brasil e União Soviética, em 82.
– Você sabe o resultado de 82 ! Isso que é gostar de Copa.
Pequena pausa. Silêncio de cripta.
– Quer que eu faça um bolo ?
O jogo continua.
– Quem é este ?
– Este é o Hulk.
– Ele é bom ?
– Muito bom. Deixa eu ver o jogo.
– Gente, como ele consegue jogar com uma bunda desse tamanho ?
– Sorte da mulher dele, né ?
– A mulher dele está no jogo ?
– Não sei da mulher dele.
– Mas ele é casado ?
– Deve ser, esses caras casam tudo cedo.
– Eu, se fosse a mulher dele, ia querer ir no jogo.
Assunto morre. Dez minutos depois:
– Por que a mulher dele não foi no jogo ?
– Eu não sei se ela foi no jogo.
– Nossa, se você não me levasse no jogo, eu ia ficar puta. Imagina, meu marido na seleção, e não me leva no jogo. Ah, se você não me levasse… E por que não me leva ? É pra poder depois ficar com as Hulquetes ?
– Ela deve estar no jogo.
Jogo segue. Gol do Neymar. Empate. Intervalo.
– E se eu fizesse um bolo ?
– Ah, Giovanna, sei lá.
Pequena pausa de segundos. Ela franze o cenho.
– Você não gosta do meu bolo ?
Recomeça o jogo. Quinze minutos do segundo tempo.
– Como chama a mulher do Hulk ?
– Não tenho ideia.
– Vou ver o Insta pra ver se ela está no jogo. Como ela chama ?
– Não sei. Deixa eu ver o jogo.
– Como assim, não sabe ? Achei que você gostasse de Copa.
Juiz aponta a marca de pênalti.
– Mas não foi pênalti.
– O juiz deu, então foi pênalti.
– Não, não pode. Tem que voltar o lance.
– Amore, isso aqui não é vôlei.
– Que vergonha, ganhar roubado.
Replay do lance.
– Quem é esse que sofreu o pênalti ?
– O Fred.
– Achei gato. Devia jogar na Itália. Quando a Itália joga ?
– Acho que é sábado. Vai ser em Manaus.
– Jura ? Eles vão morrer de calor.
– Azar o deles. Deixa eu ver o Neymar cobrar o pênalti.
– A italianada toda suada. Não posso perder. Quando é o jogo?
– Olha aí no Ipad.
– Você não sabe ? Achei que você gostasse da Copa.
Gol.
– Ah, tadinho do goleiro da Croácia.
– Como assim ? Azar o dele, pô.
– Mas não foi pênalti.
– Vai reclamar pra ONU.
– Grosso.
Pequena pausa silenciosa.
– Quanto tempo falta pra acabar ?
– Uns vinte minutos.
– Quero fazer xixi.
Jogo continua.
– Quem é esse ?
– O Bernard.
– Ele é bom ?
– É bom, senão não estava na Copa.
– Gente, mas ele é muito pequenininho. Quantos anos ele tem ?
– Acho que vinte.
– Eu dava doze. Onde ele joga ?
– Na Ucrânia.
– Ele é casado ?
– Não tenho ideia.
– E a mulher dele, mora com ele na Ucrânia ? Ah, se você fosse jogar na Ucrânia e não me levasse, juro, era divórcio na hora. Mas na hora. Onde já se viu ? Quer ficar sozinho com as Ucranianas, é ?
Pausa. Jogo continua. Dez minutos pra acabar.
– Vou fazer xixi.
– Espera acabar.
– Vou fazer xixi.
Ela sai pro banheiro. Volta. Cinco minutos pra acabar.
– Quer que eu faça um bolo ?
Vai pra cozinha. Grita lá de dentro.
– Laranja ou chocolate ?
Quarenta e seis do segundo tempo. Gol do Brasil. Ela corre da cozinha.
– Quem é esse ?
– Oscar.
– Casado ?
– Acabou de ter filho. A mulher ainda está na maternidade.
– Não acredito. A mulher na maternidade e ele aí, jogando bola.
O jogo acaba. Ela volta pra cozinha. Volta em um minuto com uma cumbuca.
– Então: fiz pipoca.
– Não ia ser bolo ?
– Você não gosta da minha pipoca ?

As informações e opiniões expressas neste blog são de responsabilidade única do autor.