1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Cozinhas com tudo no lugar

- Atualizado: 20 Fevereiro 2016 | 22h 01

Organizar utensílios agiliza o trabalho no dia a dia e deixa o ambiente mais convidativo

Na cozinha do arquiteto Júnior Zangari, escorredor de pratos vertical, fruteira e potes da Collector 55

Na cozinha do arquiteto Júnior Zangari, escorredor de pratos vertical, fruteira e potes da Collector 55

Você nunca consegue achar tudo o que precisa enquanto cozinha, acaba improvisando com outro utensílio no lugar daquele que você tem certeza que comprou da última vez que equipou sua bancada, quando alguém ajuda na preparação da receita, vocês se esbarram o tempo todo. Se você disse sim para essas perguntas, sua cozinha está com problemas. Mas, calma, não é preciso fazer grandes mudanças para que tudo funcione perfeitamente; a palavra-chave para resolver isso tudo é organização. “Arrumar é diferente de organizar. Coisas organizadas ficam divididas em categorias e na cozinha isso vai dos utensílios aos mantimentos. Cozinha bagunçada não funciona”, diz a personal organizer Ingrid Lisboa.

Quem está começando uma obra agora leva vantagem. Ter um móvel planejado para que as coisas fiquem setorizadas – essa palavra vai ser bem importante para você a partir de agora – é um grande passo para quem pretende usar a cozinha e fazer dela um ambiente funcional. Christian Kadow, diretor da Mekal, marca especializada em móveis planejados, diz que pensar as etapas do processo das receitas é essencial. “São quatro momentos: o de preparar os ingredientes, o de usar a área molhada, o de usar o fogo e o de finalizar o prato. Pensando nisso, é fácil perceber que precisamos de estações com espaço suficiente para cumprir cada uma dessas funções e as coisas relacionadas a cada uma delas têm de estar à mão”, explica Kadow.

Siga o Casa no Instagram e use a hashtag #casaestadao

Pensando nessa estratégia, quem tem espaço para a cozinha nova pode criar quatro estações ao longo da bancada, com gavetas e prateleiras com os utensílios mais usados em cada momento. “O segredo é setorizar. As facas usadas na preparação dos ingredientes e a tábua de corte, por exemplo, devem ficar no mesmo lugar, numa sequencia de gavetas, se for possível. Perto do fogão, em um gancho ou compartimento, ficam as ferramentas que você usa para mexer o alimento no fogo e estão perto das panelas. Seguindo essa lógica, você é capaz de desenhar uma boa cozinha”, afirma Kadow.

Para um casal morador dos Jardins, escolher os móveis planejados, em um primeiro momento, teve como foco principal criar algo que ficasse bonito perto da sala de estar, já que depois da obra o apartamento ganhou ambientes integrados. Mas, diante de soluções oferecidas pela marca italiana Valcucine, o espaço hoje agrada não só visualmente aos proprietários. 

As gavetas, grandes, acomodam de forma bem organizada os utensílios, que seguem a regra de estar perto de onde são usados, evitando que o casal se cruze o tempo todo enquanto prepara o jantar dos amigos. As gavetas que guardam os eletrodomésticos robustos, como o liquidificador e o mixer, são fundas, assim nada precisa ficar sobreposto ou deitado. Para que o número grande de gavetas não atrapalhasse visualmente o projeto, algumas ficam camufladas atrás de outras, maiores.

Especial Utensílios
Zeca Wittner/Estadão
Especial Utensílios

Nesta cozinha em um apartamento nos Jardins, os armários da linha Artematica, da Valcucine, têm acabamento de vidro e madeira. Tudo está camuflado no móvel, até mesmo a coifa, que é acionada quando a porta acima do cooktop é levantada

Na cozinha comandada pelo arquiteto Júnior Zangari, as soluções de organização estão nas escolhas dos acessórios, que, além de serem funcionais, contribuem com o visual divertido e descolado que a casa tem. O móvel que herdou do pai guarda a maior parte da louça, outras mais especiais ficam penduradas em um porta-xícaras, à vista. No lugar de um escorredor de pratos comum, o arquiteto escolheu um vertical, feito de aço, que ocupa menos espaço. O móvel de laca verde embaixo da bancada da pia ele desenhou para acomodar panelas e microondas, escondido por uma das portas.

Na cozinha reformada pela arquiteta Ana Yoshida algumas soluções espertas também ajudam quem já tem uma cozinha pronta. Um vaso de vidro veio da sala para deixar os utensílios usados no preparo bem ao lado do fogão, seguindo a regra de deixar tudo organizado por setores. Ganchos deixam as luvas do casal de proprietários fáceis de achar. O resto foi organizado com a ajuda de divisórias nas gavetas. “Também usamos um móvel para guardar o que não coube no planejado da cozinha. E ele tem cara de móvel de estar, já que fica entre um ambiente e outro”, comenta Ana.

Curta a página do Casa no Facebook

Para Kadow, ter uma cozinha organizada vai além de facilitar o processo de cozinhar. “Alguns clientes nos pedem soluções complexas, mas a simplicidade também funciona. Por exemplo: uma horta pode ser embutida na bancada e ter sistema de irrigação, porém, se você não tem essa possibilidade, compre um vaso de tempero e deixe por perto. Organização e cuidado nos aproximam da cozinha, fazem com que a gente tenha vontade de estar ali.”

Coloque ordem na cozinha

SETORES

Essa é a regra de ouro da organização na cozinha. Deixe os utensílios organizados por uso. Não esqueça de fazer a mesma coisa com os mantimentos; se quiser que durem mais, use potes de fechamento hermético

GANCHOS E POTES

Se optar por deixar os utensílios fora das gavetas, saiba que eles precisarão de manutenção redobrada, principalmente se você faz frituras com frequência. Se quiser mantê-los longe da sujeira, deixe tudo em gavetas. Use potes para deixar na bancada o que você usa sempre

DIVISÓRIAS

São essenciais. Além daquelas para gavetas, procure pelos modelos pensados para criar prateleiras intermediárias em armários. São boas opções para otimizar espaço. Cestas plásticas funcionam bem

*Fonte: Ingrid Lisboa

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em Vida & EstiloX