1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Donos da sala de estar

- Atualizado: 23 Abril 2016 | 22h 01

Móvel mais valioso e presente do ambiente, escolha do sofá exige critério para fazer valer o investimento

Sofá e pufe da linha Beto, na FJ Pronto Pra Levar

Sofá e pufe da linha Beto, na FJ Pronto Pra Levar

É fato: a escolha do sofá vai ditar o tom da sua sala de estar. E isso vai além de questões de estilo, é algo que vai influenciar diretamente a sua relação com o espaço. Por isso, antes de escolher o seu, é bom pensar o que você espera dele. Sim, é uma escolha um pouco complexa, não é algo para ser decidido por impulso, ao menos que você esteja disposto a correr riscos.

Para o designer Fernando Jaeger, o sofá ideal para você é aquele que, além de ter a cara que você espera para a sua sala, acomoda perfeitamente o seu corpo, da forma como você deseja. “É preciso pensar como você vai usar aquele sofá. Você vai deitar com frequência nele, ou prefere deixar essa sala só para receber, ou seja, vai ficar a maior parte do tempo sentado? São essas questões que vão te levar aos modelos que são, de fato, opções para você”, diz Jaeger.

Segundo Jaeger, a escolha do sofá merece tanta atenção que até a idade de quem vai usá-lo deve ser levada em conta. “Os jovens não têm nenhum problema em ter um sofá profundo, mas alguém mais velho vai sofrer para levantar, isso vira um problema dentro da casa”, explica. O tamanho da sala, é claro, também é fator determinante para bater o martelo no sofá que você gostou. “Além de ter certeza que o móvel cabe na sala, é preciso saber se ele é adequado ao espaço disponível. Se a sua sala é pequena, prefira um modelo suspenso, deixa o ambiente mais leve”, aconselha.

O designer Marcus Ferreira, fundador da Decameron e da Carbono garante que a receita para acertar no tamanho do sofá é fazer um teste simples ainda na loja. “Sente com as pernas cruzadas, naquela posição que chamamos de pose de índio. Se você couber sentado assim, esse sofá é ideal para a sua altura”, diz Ferreira. Outra dica designer vale para quem quer ter um sofá para deitar, mas costuma receber os amigos. “Tenha almofadas extras. É só colocá-las no encosto e você muda a profundidade do móvel e deixa a visita confortável.”

Depois de resolvidas essas questões práticas, pense na estética, afinal, esse é provavelmente o maior volume que você terá na sala. “A peça já é, por si só, importante na composição da sala, e escolher algo especial, de design assinado. Ou então algo de bastante personalidade. Sendo assim, procure peças que ajudem a compor o ambiente mas sem competir com o sofá. Quem não quer arriscar tanto deve ficar nos modelos mais básicos, numa cor neutra, para que o móvel não se transforme no centro das atenções”, diz a arquiteta Heloisa Samaia. 

A seguir, uma seleção de sofás que passeiam nas mais variadas necessidades e estilos. Inspire-se e escolha o seu.

Sofás para impactar
Zeca Wittner/Estadão
Especial sofás

No estar de Alexandra Tobler, diretora de estilo do Westwing, o sofá rosa chama atenção

Sob medida

Não gostou de nenhum dos modelos que encontrou no mercado? Uma opção para ter seu sofá ideal é sair em busca de um bom tapeceiro e mandar fazer uma peça sob medida. Para isso, é recomendável ter em mãos algumas referências e, principalmente, medidas exatas da sua sala. “É viável mandar fazer um sofá, mas antes de fechar negócio gosto de pedir para ver alguma peças que o profissional já fez, já que esse é um investimento grande”, diz a arquiteta Heloisa Samaia.

Se você achou uma peça vintage que vai fazer bonito na sua sala, mas não está em tão boas condiçoes, reformá-la também é uma boa opção. “Nesse caso, apenas certifique-se que a estrutura do sofá não está tão comprometida que será preciso refazê-la, isso costuma encarecer muito o projeto e, no fim das contas, não vale a pena”, aconselha o arquiteto Antonio Ferreira Júnior.

Sofás para se jogar
Divulgação
Especial sofás

 Na Decameron, ambiente com sofá Boxer, de Marcus Ferreira . Preço sob Consulta

Acerte em cheio

CIRCULAÇÃO

Tenha pelo menos 50 cm de espaço livre ao redor do móvel para circulação. Sofás em “L” são para espaços grandes.

TECIDOS

Quando se quer deitar, escolha os naturais, como o linho ou algodão. Veludos são perfeitos para causar impacto. A maioria das marcas oferece opções para cada modelo

ESPUMA

Quer um sofá para deitar? Procure por um modelo de espuma mais mole. Os de espuma dura são ideais para receber.

COMO COMBINAR

Quando a ideia é ter dois sofás no mesmo ambiente, não é preciso ter duas peças iguais. Segundo o arquiteto Marcelo Salum, é preciso apenas que eles tenham algo em comum, como o tecido.

 O QUE VEM DEPOIS

Se o sofá funciona como divisor de ambientes, é interessante ter um aparador no encosto. Mesa lateral, de centro e luminária são sempre bem-vindas.

Sofás para receber
Zeca Wittner/Estadão
Especial sofás

Modelos Decô, com braço de madeira, (R$ 1.504) e Bento (R$ 3.465), na FJ Pronto Pra Levar

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em Vida & EstiloX