1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Feliz investimento

Sandy Keenan - New York Times

25 Junho 2014 | 17h 00

Reforma transforma a casa, e a vida, de um casal de Nova York

Eric Striffler/NYT
Fachada da casa de David Duplantis e Christopher Nordquist, de Nova York

 

Quando se trata de decoração, entretenimento e educação dos filhos, David Duplantis, de 50 anos, e Christopher Nordquist, de 48, deixam tudo parecer tão espontâneo e atraente que é difícil achar que alguma coisa está inadequada.

A piscina da sua casa em Southampton, Nova York , foi aberta no fim de abril. Uma variedade de legumes, das berinjelas Ghostbuster às acelgas suíças, viceja no grande espaço plantado no quintal. E as toalhas de praia estão elegantemente dobradas em cestas na varanda, prontas para serem usadas no verão.

Em um fim de semana recente, a filha deles, Julia, de quase 6 anos, ainda molhada depois de uma aula de natação, aconchegava-se no sofá no salão da família enquanto Poppa confeccionava pizzas e Daddy explicava a uma visita como uma árvore de magnólias vinha se desenvolvendo tão bem no terreno da frente. Ele é de Nova Orleans, adora magnólias e cuidou delas nos seus primeiros anos mais frágeis.

As opções da visita eram claras: invejar o trabalho em cooperação do casal e a sua eficiência, ceder ao seu natural bom humor e inteligência ou o ruibarbo assado de Nordquist e o creme chantilly batido na hora. Uma decisão fácil.

O cenário de toda essa hospitalidade descontraída, onde reuniões para 20 pessoas são tão comuns quanto jantares mais íntimos, era uma imaculada casa dos anos 1890 sem os exagerados rebuscados vitorianos.

Mas quando Duplantis, executivo na empresa Coach, comprou-a por US$ 1,8 milhão (cerca de R$ 3,9 milhões )em 2006, a casa estava dividida em três apartamentos e precisava de uma reforma completa.

"Eu era muito ingênuo", afirmou. "Não tinha ideia de quão ambicioso era aquele projeto." (continue lendo após a galeria)

 

Foi nesse momento que Norquist, então advogado da área de ações corporativas em San Francisco, surgiu em cena. Ambos lembram o jantar improvisado em Manhattan com um amigo recíproco como um momento mágico e inesperado da sua vida, quando a atração e a descontração foram instantâneas. E decidiram encontrar-se novamente em Los Angeles, algumas semanas depois.

Duplantis tinha de tomar uma decisão difícil. Determinado há muito tempo a tornar-se pai, ele já estava em entendimentos com uma empresa da Califórnia que possibilita a doação de óvulos e a maternidade por substituição, algo que ainda é proibido em alguns Estados, inclusive Nova York. Ele sabia que revelar isso para uma pessoa tão cedo poderia arruinar o relacionamento, mas imaginou que do contrário seria pior.

Cortês e reservado, Nordquist procurou assimilar a ideia. "Estranha e instantaneamente senti-me tranquilo”, disse ele.

Duplantis, mais extrovertido, gosta de dizer às pessoas que eles engravidaram no seu primeiro encontro, embora tenha demorado um pouco mais.

"Sob muitos aspectos, Chris era a peça que faltava no quebra-cabeça", disse ele. "Chris tem um forte senso visual e uma inclinação doméstica." Nordquist já tinha algum conhecimento de decoração e possuía um apartamento que exibido em revistas especializadas em design de interiores.

Quando indagado se havia contratado um designer para sua casa em Southampton, ou para o loft em Chelsea que é sua residência principal, ele se fez de ofendido.

"Levou algum tempo para acertar tudo", disse Nordquist que abandonou seu emprego e mudou-se para o leste em um ano.

A reforma, que custou o dobro do que Duplantis esperava ­- cerca de US$ 2 milhões mais (R$ 4,4 milhões) - terminou na semana do Dia de Ação de Graças de 2007, em tempo para receber os amigos e parentes. Julia chegou no mês de agosto seguinte.

Até agora o casal diz que adorou a vida de pais, incluindo as mamadeiras no meio da noite quando Julia ainda era bebê e, mais recentemente, a supervisão dos seus trabalhos escolares, sua mesada e planos para o verão (acampamento de skate e ciência e visitas aos avós).

"Jamais pensei que teria esta experiência", disse Nordquist, que agora é um pai caseiro com um blog chamado Domestic Daddy, que têm um grupo de seguidores modesto, mas fiel. "As pessoas queixam-se como é difícil criar os filhos e não falam da alegria que isso representa", disse ele.

Julia estava sentada no chão, construindo um hospital com blocos de madeira para suas bonecas e animais empalhados.

Duplantis havia terminado a limpeza do almoço e falou maravilhado do jantar de quatro pratos que seu companheiro havia preparado na semana anterior.

"Chris fez tudo durante o dia. Quando levantou, a primeira coisa que fez foi uma torta de damasco", disse.

Nordquist se orgulha da vida doméstica que criou para a família e amigos. "Se você consegue concluir uma fusão de empresas públicas, também consegue fazer um jantar de gala. É apenas prática", disse ele.

Tradução de Terezinha Martino 

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo