1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Ser vulnerável é importante para progredir

- Atualizado: 11 Fevereiro 2016 | 07h 01

Vulnerabilidade significa que seu coração e sua cabeça estão dispostos a aceitar as emoções que surgem quando se vive uma vida plena

Ser vulnerável vai permitir a você ter consciência do que ocorre dentro e em torno de si mesmo

Ser vulnerável vai permitir a você ter consciência do que ocorre dentro e em torno de si mesmo

Muitas pessoas acham que ser vulnerável é sinal de fraqueza. Mas na verdade é necessária mais força interior para você se libertar e se permitir ser vulnerável do que se fechar e renegar seus sentimentos ou outras pessoas.

Ser vulnerável não significa se tornar um escravo dos outros. As pessoas que deixam à mostra suas emoções cativam mais os outros do que aquelas que ocultam seus sentimentos e não permitem que o significado mais profundo de qualquer situação ou relacionamento seja sentido. Vulnerabilidade significa que seu coração e sua cabeça estão dispostos a aceitar as emoções que surgem quando se vive uma vida plena.

Ser vulnerável vai permitir a você ter consciência do que ocorre dentro e em torno de si mesmo. Se você se conceder a dádiva de realmente viver o presente é algo maravilhoso, mesmo quando seus sentimentos foram feridos. Examinar a situação e buscar as razões da sua dor a ajudarão a se curar.

Uma pessoa pode estar extremamente vulnerável, especialmente quando está muito deprimida, nervosa ou traumatizada. Se tudo a faz chorar ou a amedronta, isto não é normal e é preciso fazer o que for necessário para sua vida se equilibrar. Talvez necessite de ajuda médica, ou simplesmente precise se dar uma pausa mais longa durante um bom espaço de tempo. Conheço muitas pessoas que tiveram de tirar uma licença do trabalho e reduzir suas atividades para conseguirem recuperar as forças e não se sentirem ameaçadas pelo mundo. Mas são casos de extrema vulnerabilidade e não a sensação que às vezes muitos de nós temos de enfrentar.

No caso de muitas pessoas, ser generoso e confiar nos outros às vezes fere nossos sentimentos, o que não é agradável. Há indivíduos que só conseguem chorar e deixar à mostra o que estão sentindo quando se comovem com a história de uma outra pessoa. É por isso que chorar no cinema na verdade é uma atividade saudável, e naturalmente você consegue isso na sua casa também. O importante é deixar que os sentimentos aflorem e se renovem de vez em quando. Do contrário ficamos emocionalmente bloqueados e deixamos de viver a vida na sua plenitude.

Quando você libera a dor reprimida abre espaço para coisas e pessoas mais positivas entrarem em sua vida. Só o fato de falar sobre o que a torna vulnerável é uma maneira excelente de começar. Saber quais são os motivos que a levaram a isto a ajudará a se manter acessível ao que existe de bom, se sentir mais alegre e deixar para trás a tristeza que tem vivido.

Tradução de Terezinha Martino 

  • Tags:
Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em Vida & EstiloX