1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Dicas sobre como ter um relacionamento razoável com seu ex

- Atualizado: 26 Março 2016 | 07h 00

Não se trata de nenhuma ciência - ao contrário, é algo simples - e tornará seus filhos mais saudáveis e mais inteligentes

Tenham respeito um pelo outro. Não é preciso gostar do seu ex-parceiro; procure apenas tratá-lo com a mesma dignidade com que você gostaria que ele a tratasse

Tenham respeito um pelo outro. Não é preciso gostar do seu ex-parceiro; procure apenas tratá-lo com a mesma dignidade com que você gostaria que ele a tratasse

Manter um relacionamento com seu ex pode tornar sua existência bem mais fácil. E se vocês têm filhos juntos, contribuirá para acrescentar alguns anos à sua vida e vida a estes anos. Não se trata de nenhuma ciência - ao contrário, é algo simples - e tornará seus filhos mais saudáveis e mais inteligentes. Porque manter um relacionamento com o ex é extremamente importante. Aqui vão algumas dicas.

- Tenham respeito um pelo outro. Não é preciso gostar do seu ex-parceiro; procure apenas tratá-lo com a mesma dignidade com que você gostaria que ele a tratasse. Isto ensinará aos seus filhos a se relacionar e fará com que haja menos conflito em sua vida em geral.

- Não culpe seu ex por todos os seus problemas. Culpar o antigo amor de ter arruinado a nossa vida, na realidade nos faz sentir piores e não melhores. O segredo está em conseguir lidar com o estresse pós-traumático e em seguir adiante com a vida. Se você está desperdiçando suas noites pensando em como vingar-se dele ou na possibilidade de uma reconciliação, isto está virando uma obsessão e precisa mudar.

- Se for possível, sejam amigos. É muito bom. Talvez haja uma grande energia emocional entre vocês dois, e neste caso, isto se intensificará de tempos em tempos, mas ter consciência de que poderá acontecer, os ajudará a administrar a situação, de modo que vocês não percam a tranquilidade ou a amizade. Talvez você precise deixar a isto um pouco de espaço para ver o que acontece.

- Se vocês não se suportam, antes de mais nada, não agrave a situação. Comporte-se de maneira formal. Desse modo, poderá manter uma distância emocional e sua autoestima também. Talvez precise se preparar para a ação. Mas mantenha-se forte e seja diplomática.

- Faça de conta que finalmente tudo está bem entre vocês. Não só por amor às crianças, mas para sua própria paz de espírito. Guardar ressentimentos tira energia; é muito mais saudável agir como se você pensasse no seu ex como em qualquer outra pessoa no planeta, e não como um bandido que foi enviado para enganá-la. Ter uma atitude amistosa, não significa que você precise ser amiga; você pode manter sua distância sem malícia e nem discórdia.

- Se possível, comemore ocasiões especiais com seu ex. Por exemplo, lembre de aniversários e feriados, desde que isto não crie problemas com seu atual parceiro. Trata-se de uma pessoa com a qual você viveu toda uma história, por isso poderá pelo menos ser delicada o bastante para admitir sua existência em algumas ocasiões. Assim, não só dará um bom exemplo para as crianças, como enriquecerá sua vida também.

Manter um bom relacionamento com seu ex é um presente que você dará aos seus filhos e a você mesma

Manter um bom relacionamento com seu ex é um presente que você dará aos seus filhos e a você mesma

- Trabalhe para que os seus filhos tenham um bom relacionamento. Um bom relacionamento entre irmãos pode tornar sua vida melhor de muitas maneiras. Evite criar um modelo de mau comportamento, e mostre aos seus filhos como precisam se relacionar. Relacionar-se é algo que precisa ser ensinado, e vocês dois, enquanto pais, podem fazer isto.

- Lembre que a questão não é ganhar, mas desfrutar de uma vida confortável. Em matéria de relacionamentos, a ideia de um dos dois vencer ou perder equivale a ambos perderem. Se você quer carregar o ônus de odiar o seu ex - porque você pode, e ele é um alvo tão bom quanto outro para contra o qual dirigir sua raiva mal orientada - estará desperdiçando sua vida. Francamente, eu não tenho tanta energia.

Manter um bom relacionamento com seu ex é um presente que você dará aos seus filhos e a você mesma. É muito fácil esquecer disso, e é sábio lembrar que ódio não é o oposto de amor. E sim o desinteresse.

Barton Goldsmith é psicoterapeuta em Westlake, Califórnia, e autor do livro "The Happy Couple: How do Make Happiness a Habit One Little Loving Thing at a Time"

Tradução de Anna Capovilla

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em Vida & EstiloX